07/11/2011

Vacina contra a dengue até 2015

A notícia do início dos testes em seres humanos em Fortaleza de uma vacina contra a dengue coloca em destaque a possibilidade da obtenção já nos próximos anos de um medicamento preventivo contra a doença. Ameaça para 2,5 bilhões de pessoas em mais de 100 países, a dengue é um desafio para as autoridades de saúde pública no Brasil, que precisam destinar, a cada ano, mais recursos para ação de prevenção e atendimento.

Somente em 2011, foram mais de 608 mil casos prováveis registrados no País até agosto, segundo o Ministério da Saúde. Entre 2000 e 2010, foram 508.874 internações registradas no Sistema Único de Saúde (SUS) por dengue clássica e dengue hemorrágica. “Se no começo da década de 80 era uma doença que não se tinha uma gravidade muito acentuada, com a ampla circulação do vírus no País, começa a haver um processo de agravamento”, descreve Giovanini Coelho, coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde.

Apesar de ser conhecido dos cientistas desde 1944, o vírus da doença transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus ainda intriga os pesquisadores pelo seu caráter tetravalente.

Em 1945, uma vacina contra o sorotipo um chegou a ser obtida por Albert Sabin e Walter Schlesinger, mas até a década de 1980 pouco se avançou na obtenção de uma vacina que proteja contra os quatro sorotipos da doença.

Em busca da vacina

Tendo em vista a amplitude da doença e o potencial econômico de uma futura vacina, os estudos têm mobilizado pesquisadores acadêmicos, indústrias farmacêuticas e órgãos como o Instituto Butantan, em São Paulo, e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. No lado das pesquisas públicas, o Instituto Butantan anuncia ter encontrado uma vacina e projeta para 2015 a chegada ao mercado. Segundo o Instituto, a vacina já foi testada nos Estados Unidos e é segura.

Na vertente privada, o laboratório francês Sanofi-Pasteur projeta o período de 2014 e 2015 o início da produção da vacina candidata que o laboratório vem testando em 13 países da Ásia, América Latina, inclusive o Brasil, além de Estados Unidos.

O Ciência&Saúde desta semana detalha como essa pesquisa vem sendo desenvolvida, como serão os testes em Fortaleza e trata de outras pesquisas em andamento no Ceará sobre a dengue.

Por quê

Entenda a Notícia

A guerra ao mosquito segue nas ruas e casas, mas há décadas intriga os cientistas. A descoberta de uma vacina que previna os quatro sorotipos da doença é um fi

Fonte: O Povo Online

Última atualização: 07/11/2011

Textos relacionados:

Combate à Dengue nas Redes Sociais


1 Comentário Publicado

  • Ana carolina — 11/05/2015 @ 17:33

    Boa Tarde.
    Poderiam me tirar uma dúvida?
    Se até no momento não se obteve uma vacina capaz de prevenir os 4 tipos de dengue, e contando que temos muitos casos atualmente, não seria mais fácil obter 4 vacinas uma para cada tipo de dengue? Mesmo que seja um custo um pouco mais elevado, já daria para prevenir uma porcentagem da população.
    Claro que não estou fazendo uma crítica, somente uma pergunta.
    Grata desde já.



Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem