04/04/2011

Universitária morre vítima de dengue e… de negligência

Sábado, a universitária de pedagogia da Uerj, Fernanda Cristina Carvalho de Souza Freitas, 19 anos, morreu no Barra D’Or de dengue hemorrágica, conforme a nossa coluna do jornal publicou hoje.

O pai da moça, Hernani de Freitas contou, em desespero, que havia levado a filha horas antes no Hospital da Barra, na antiga Clínica São Bernardo, na Barra. Mas que uma médica, “omissa”, liberou Fernanda para ir embora para casa.  Hernani conta que insistiu para que a menina ficasse internada no Hospital da Barra por causa de seus estado, muito frágil e com pressão baixa. O óbito de Fernanda , segundo Hernani, diz que ela morreu vítima de complicações de dengue tipo 4. O pai dela acha que foi muito mais do que isso:

- Minha filha,uma ótima garota, foi atendida por uma profissional negligente na antiga Clínica São Bernardo, que hoje é Hospital da Barra. Eu quero justiça. Essa médica não pode continuar trabalhando e matando a filha dos outros. Ao chegar no Barra D’Or, a tarde, Fernanda teve duas paradas cardíacas e não aguentou.  Tentaram ressucitá-la, mas ela faleceu, bruscamente. A médica que atendeu Fernanda no Hospital da Barra acabou com a mãe, com os irmãos da Fernanda e comigo. Acabou com uma família - desabafa Hernani.

No orkut de Fernanda (foto), ontem, ao lado de sua foto, foi postada uma nota de falecimento.

Fonte: O Globo (Belezas, caos e outras histórias – Por Ana Cláudia Guimarães)

Última atualização: 04/04/2011

Textos relacionados:

Combate à Dengue nas Redes Sociais

Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem