10/05/2011

Ritmo de casos de dengue no Rio diminui mas total já ultrapassa barreira dos 37 mil

Apesar do ritmo da infestação de dengue estar diminuindo na cidade do Rio de Janeiro, as notificações confirmadas na capital fluminense chegaram a 37.142 casos, segundo balanço divulgado nesta terça-feira (10) pela Secretaria Municipal de Saúde.

Nos dez primeiros dias do mês de maio, os casos são praticamente o dobro do registrado em todo o mês de maio do ano passado, com 623 infectados confirmados, mas muito inferiores ao visto nos primeiros quatro meses do ano.

Quando se observa a evolução da doença, em janeiro a secretaria registrou 1.565 casos, seguido de um salto em fevereiro, com 5.780 infectados e posterior alta para 13.927 casos em março. O pico foi visto em abril, quando o órgão apontou 15.257 notificações confirmadas no mês. No quarto mês do ano, na análise por semana, vê-se que a secretaria confirmou em cada semana 5.049, 3.765, 3.057 e 1.983 casos, respectivamente.

Os bairros mais atingidos, considerando o número de casos de cada região, são Santa Cruz, com 3.971 casos, Campo Grande, com 3.965, Jacarepaguá, com 3.236, Bangu, com 2.440, todos na zona oeste da cidade.

Dengue entre os maiores males do Brasil

A revista inglesa The Lancet, uma das mais importantes publicações da área médica em todo o mundo, lançou nesta segunda-feira (9) uma edição especial sobre a saúde dos brasileiros. O trabalho de dois anos resultou em seis artigos sobre os progressos, fracassos e desafios do Brasil.
A dengue aparece como um dos maiores problemas de saúde pública do país. Na última década, foram registrados cerca de 3,5 milhões de casos – entre eles, 12 mil da forma grave da doença (hemorrágica) – e 900 mortes. Para os especialistas, os esforços devem ter como prioridade o surgimento de vacinas contra a doença.

A revista constata também que o Brasil precisa reduzir a taxa de mortalidade por acidentes de trânsito e violência. Os homicídios e as lesões causadas pelo trânsito somam mais de 60% das mortes por causas externas, de acordo com a publicação.

Mortes confirmadas

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro divulgou na última quarta-feira (4) os números sobre os casos de dengue no Estado, que registrou 52 mortes causadas pela doença, 20% a mais do que registrado no último balanço divulgado no dia 27 de abril, que totalizou 43 mortes. No total, foram notificados 77.264 casos suspeitos da doença.

O município que registrou o maior número de vítimas foi o Rio de Janeiro, com 19 mortes, seguido de São Gonçalo (8), Nova Iguaçu e Duque de Caxias (4) e Magé (2). As cidades de Cabo Frio, Maricá, Mesquita, São José do Vale do Rio Preto, Bom Jesus de Itabapoana, Itaocara, Itaperina, Rio das Ostras, Barra Mansa, Belford Roxo e Campos dos Goytacazes registraram uma morte cada uma.

A secretaria divulgou ainda os municípios que apresentam epidemia no Estado: Bom Jesus de Itabapoana, Santo Antonio de Pádua, Cantagalo, Mangaratiba, Cordeiro, Guapimirim, Seropédica, Magé, Silva Jardim, Cabo Frio, Macuco, Iguaba Grande, Quissamã, Rio das Ostras, Angra dos Reis, Mesquita, Vassouras e Cambuci.

Fonte: R7

Última atualização: 10/05/2011

Textos relacionados:

Combate à Dengue nas Redes Sociais

Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem