30/03/2008

O inhame e a dengue

O INHAME e a DENGUE

Fonte: www.correcotia.com/inhame

O INHAME LIMPA O SANGUE

É um dos alimentos medicinais mais eficientes que se conhece: faz muitas impurezas do sangue saírem através da pele, dos rins, dos intestinos. No começo do século já se usava elixir de inhame para tratar sífilis.

FORTALECE O SISTEMA IMUNOLÓGICO

Os médicos orientais recomendam comer inhame para fortificar os gânglios linfáticos, que são os postos avançados de defesa do sistema imunológico.

Curioso que a forma do inhame seja tão semelhante à dos gânglios…

EVITA MALÁRIA, DENGUE, FEBRE AMARELA

A presença do inhame no sangue permite uma reação imediata à invasão do mosquito, neutralizando o agente causador da doença antes que ele se espalhe pelo corpo. Aldeias inteiras morreram de malária depois que as roças de inhame foram substituídas por outros plantios.

É MAIS PODEROSO QUE A BATATA

E tem a vantagem de ser nativo, enquanto a semente da batata é importada.

Inhame dá com fartura em qualquer lugar úmido. Em vez de apodrecer na cesta,

como a batata, ele brota e produz mais inhames. Nas mulheres aumenta a fertilidade porque contém fitoestrógenos, hormônios vegetais, importantes na menopausa e após.

MEDICINAL É O PEQUENO, CABELUDO

Marronzinho por fora, com a pele variando de roxo a branco. Existem ainda o inhame do norte e o cará, maiores e mais lisos, que são muito bons para comer mas não têm o mesmo poder curativo do inhaminho (também chamado de inhame chinês).

A FOLHA PARECE COM A TAIOBA

É da mesma família; ao contrário do que se pensa, a folha do inhame também serve para comer, cozida ou refogada. Às vezes pica muito, como a taioba.

OS OUTROS NOMES DO INHAME

Em latim, infelizmente, é colocasia esculenta. Na África e na América do Norte se chama taro , na América Central é ñame ou otoe, na França é igname, na Índia albi, no Japão sato-imo, no Caribe malanga ou yautia. E cará, em inglês, é yam .

COMA E AME!

- CRU

Salada de inhame

Rale e tempere com sal marinho e limão ou com molho de soja. É muito forte.

Um leproso que se escondeu no mato e só tinha inhame cru para comer ficou

inteiramente curado depois de alguns meses. (Se der coceira nas mãos na hora de descascar, passe um pouco de óleo ou lave com água bem salgada.)

Vitamina com inhame

Ponha no liquidificador um inhame, uma cenoura, alguns ramos de salsa (ou outra folhinha verde, como coentro ou hortelã) e o suco de duas laranjas, com mais água se desejar. Tudo cru. Dá para dois copos.

- DE CUSCUZEIRA

Cozido no vapor

Ponha alguns inhames com casca e tudo na parte superior da cuscuzeira, ou numa peneira sobre uma panela com água fervendo, e tampe. Depois de meia hora espete com o garfo para ver se estão macios. Nessa altura a casca solta com muita facilidade, basta puxar que sai inteirinha. É aí que o inhame tem o sabor mais simples e gostoso.

Purê de inhame

Depois de cozinhar os inhames no vapor ou na água, solte a casca e amasse com um garfo; junte um pouquinho de manteiga e de sal marinho, ou molho de soja, e misture bem. Só precisa ir ao fogo de novo se for para esquentar.

Pastinhas de inhame

São ótimas para passar no pão e substituem muito bem as pastas de queijo nas festas. A base é um purê de inhames cozidos e assados, ao qual se acrescentam azeite ou manteiga, folhas verdes picadinhas (salsinha, manjericão, coentro, cebolinha) ou orégano; uma beterraba cozida e batida no liquidificador com inhame e um tantinho de água vai produzir uma pasta

rosada; inhame batido com azeite, alho, água e sal faz uma delícia de molho tipo maionese. Use a criatividade e ofereça aos amigos uma coisa nova de cada vez!

- DE FRIGIDEIRA

Inhame sauté

Depois de cozidos e descascados, corte os inhames em rodelas ou pedaços; esquente manteiga ou azeite numa frigideira; ponha os inhames, e sobre eles bastante folhas verdes picadinhas (salsa ou cebolinha ou manjericão ou coentro ou orégano ou…); umas pitadinhas de sal marinho; mexa rapidamente, baixe o fogo e deixe grudar um pouquinho no fundo para ficar crocante.

Inhame frito

É muito mais gostoso do que batata. Faça exatamente como faz com ela: corte

em rodelas finas ou palitos, frite em óleo bem quente e deixe escorrer sobre um papel que absorva a gordura.

Pizza de frigideira

Rale inhames crus, misture com farinha de arroz ou de milho, tempere a gosto; achate a massa numa frigideira antiaderente e deixe assar dez minutos de um lado, dez do outro. Com alguma prática dá para fazer isso numa chapa bem quente, levemente untada. O ponto da massa não deve ser nem seco nem

aguado.

- DE PANELA

Inhoque de inhame

Faça exatamente como faz inhoque de batata: cozinhe os inhames, descasque, amasse com farinha de trigo e uma pitada de sal marinho até a massa ficar com a consistência do lóbulo da orelha. Enrole em cordões, corte, ponha para

cozinhar de pouco em pouco numa panela com água fervendo. Quando os inhoques subirem é que estarão cozidos. Se puder, substitua parte da farinha de trigo comum por outra que seja integral. E o molho? Ao gosto do freguês…

Engrossando o caldo

Cozinhe um ou dois inhames junto com o feijão, que eles desmancham e o caldo

fica bem grosso.

- DE FORNO

Bolinhos de inhame

Cozinhe, descasque e amasse ligeiramente os inhames com um pouco de cebola ralada, cebolinha verde picadinha ou alho-porró em fatias fininhas, umas pitadas de cominho e outras de sal; junte farinha de trigo para dar liga, pincele com gema de ovo e asse no forno até a superfície secar. Ou frite.

Forminhas de inhame

Descasque e rale os inhames crus na parte mais fina do ralador, para obter uma papa líquida. Junte fubá de milho ou farinha de arroz integral (que se faz tostando o arroz e batendo aos pouquinhos no liquidificador) até conseguir uma consistência boa, mas ainda úmida. Tempere a seu gosto: com sementes de cominho ou de erva-doce, umas pitadinhas de sal, talvez um queijo ralado ou uma azeitona. Unte forminhas, encha com a massa e ponha em forno bem quente durante cinqüenta minutos.

Pizza de sardinha

Cozinhe, descasque e amasse os inhames; unte um tabuleiro, achate com as mãos bocados do inhame amassado e vá cobrindo com eles o fundo e os lados do tabuleiro. Asse quinze minutos em forno alto. Numa panela, refogue bastante cebola e ponha por cima sardinhas frescas pequenas, abertas, sem espinha,

temperadas com alho socado, sal e limão. Deixe cozinhar com tampa por quinze

minutos. Tire a massa do forno, despeje o recheio, enfeite com rodelas de tomate ou de pimentão, pique bastante cheiro-verde e espalhe por cima. Leve novamente ao forno por mais dez minutos. Como variação desta receita, você pode não assar a massa antes de colocar o recheio; pode também reservar

parte da massa para tampar a pizza, que aí vira um pastelão.

Bolo salgado de inhame

Deixe de molho duas xícaras de triguilho durante duas ou três horas e esprema; junte a duas xícaras de inhame cozido e duas de farinha de arroz. À parte, refogue alguns legumes com um pouco de tempero, mas não deixe cozinhar. Tire do fogo e misture à massa. Ponha numa fôrma untada, espalhe queijo ralado por cima e leve ao forno alto por quinze minutos; aí ponha a chama em ponto médio e deixe mais quinze minutos. Cheirou, está pronto.

Acrescente ovos cozidos se quiser um prato mais forte.

Torta de inhame em camadas

Cozinhe, descasque e amasse os inhames; cozinhe e amasse a terça parte de abóbora; refogue uma verdura picadinha tipo espinafre, acelga, agrião, chicória, folhas de nabo ou de cenoura, etc. Unte um pirex com manteiga,

ponha uma camada de inhame e sobre ela uma de abóbora; outra de inhame e sobre ela a verdura refogada; mais uma de inhame. Pincele ou não com ovo, enfeite com rodelas de cebola, leve ao forno para secar durante 20 minutos.

- SOPAS

Sopa de inhame com misso

O misso, que é desintoxicante, é um alimento tradicional japonês muito usado como tempero, feito de soja fermentada com cereais e sal. Vem em forma de pasta. É muito rico em enzimas, proteínas e vitamina B12, devido ao seu processo de fermentação. Limpa o pulmão dos fumantes, restaura a flora intestinal, e acima de tudo dá um gosto todo especial à sopa. Portanto cozinhe os inhames descascados com o mesmo tanto de água, uma ou duas folhinhas de louro e alguns dentes de alho inteiros; depois bata no liquidificador para obter um creme fino. Acrescente o misso, na base de uma colher de chá cheia por pessoa, ou dissolva com um pouco d’água numa

tigelinha e deixe que cada um se sirva como quiser. (Algumas pessoas vão preferir sal.) Cebolinha verde picada, por cima, combina muito.

Creme de inhame com agrião

Faça como na receita anterior; depois de bater no liquidificador devolva ao fogo, ponha sal se for o caso, espere ferver e junte um bom punhado de agrião cru, lavado e cortado. Deixe cozinhar um minuto, apague o fogo e

sirva. Com misso, se não tiver posto sal.

- INHAME DOCE

Torta de inhame com abacaxi

Cozinhe os inhames, descasque, amasse e forre com essa massa uma assadeira untada; espalhe por cima uma compota de abacaxi feita com sementinhas de erva-doce e cravo-da-índia, quase sem água, pois o abacaxi solta caldo. Leve ao forno quente durante meia hora. Substitua por outra compota, se desejar.

Bolo doce de inhame

Misture duas xícaras de inhame cozido com duas de aveia em flocos e duas de farinha de arroz integral (toste o arroz, bata no liquidificador em pequenas porções); meio litro de suco de laranja (ou outro líquido doce, como chá de estévia, ou leite de coco adoçado com melado); uma colher de sopa de manteiga, se quiser; umas pitadas de noz-moscada e canela em pó; frutas secas e castanhas picadas, ou banana madura em rodelas. A consistência da massa deve ser pastosa, nem aguada nem dura. Unte uma fôrma e leve ao forno

quente durante meia hora, mais ou menos, mantendo a chama alta durante quinze minutos e baixando então para um ponto médio. Você sabe que o bolo está no ponto quando cheira. A partir daí ele vai secando, e quanto mais

tempo ficar no calor, mais firme será sua consistência. Se quiser um bolo mais fofo, junte uma colherinha de café de bicarbonato de sódio dissolvida em suco de laranja no final do preparo da massa. Esse bolo dá um ótimo

panetone quando leva frutas cristalizadas e é assado em fôrma alta.

Biscoitos de inhame

A massa é a mesma do bolo. Unte um tabuleiro e despeje com a colher pequenas

porções. Asse em forno alto até chegar ao ponto desejado. Como todo biscoito que leva aveia, este também só endurece depois que esfria.

Mousse de inhame com ameixa

Ponha no liquidificador uma parte de inhames cozidos com uma parte de ameixas-pretas, sem caroço, cozidas com canela; aproveite a calda para bater a massa. Repita a receita usando maçãs ou bananas em compota em vez de ameixas. Para fazer a compota, não é necessário adoçar, pois essas frutas já

têm bastante açúcar natural. Basta que estejam bem maduras. Leva-se ao fogo baixo, em panela tampada, com uma pitadinha de sal e só um dedinho de água.

Quanto mais cozinharem, mais doces ficam.

DENGUE

Infecção virótica que faz doer o corpo inteiro, especialmente as juntas, e dá muita febre; deixa a pessoa fora de combate por algum tempo mas raramente mata. É transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e A. albopictus, que se infectam sugando sangue de algum humano ou macaco infectado nos três primeiros dias da febre. Depois de 8 a 11 dias de incubação, o mosquito começa a transmitir vírus infectantes a humanos no almoço e macacos no jantar – eles saem nas minúsculas gotinhas de saliva que o mosquito usa como anticoagulante durante a picada. Atualmente se diz que há quatro variedades de dengue; quem teve uma pode ter as outras três.

O TRATAMENTO MÉDICO é paliativo – descanso, muita água, banhos mornos,

compressas de batata crua ou tofu na cabeça para puxar o calor.

O TRATAMENTO NATURAL é comer inhame. Comer inhame em vez de batata, duas ou três vezes por semana, previne contra dengue. Em situações de epidemia, comer um inhame por dia é mais que bastante – em sopa, purê, ensopadinho, pastinha com alho ou qualquer das outras receitas que você encontra em www.correcotia. com/inhame .

Mesmo já estando com dengue, comer inhame – ou tomar o elixir de inhame, vendido em qualquer farmácia – costuma acelerar muito a recuperação.

Também é importante usar o inhame depois da dengue, para eliminar os resíduos do sangue que tornam mais dramática a recaída.

Última atualização: 30/03/2008

Leia também:

Combate à Dengue nas Redes Sociais


19 Comentários Publicados

  • Izabel Cristina — 31/03/2008 @ 11:45

    Achei muito interessante essas informações sobre inhame.ñ sabia que ele tinha essa força toda!!


  • MAYSA — 31/03/2008 @ 15:22

    Eu amo comer inhame, mas não sabia desse poder preventivo e curativo. Qualquer inhame realmente combate à dengue. Se sim, por que não há uma divulgação em massa, afinal ele é bastante acessível e já mais uma arma no combate a essa praga.


  • Zezé Dias — 01/04/2008 @ 4:33

    É valiosíssima essa informação sobre o inhame,não sabia da sua eficácia na prevenção e no combate à tantos males. O projeto Águas e Vidas, que é um trabalho de conscientização humana, visando contribuir com o bem da saúde pública, vai divulgar com dedicação o uso de tão importante alimento, e sugiro à todos que façam o mesmo, sem esqueçer de citar, é claro!,o site correcotia.Saiba + sobre o projeto http://www.aguasevidas.blogspot.com.br abraços.


  • Zezé Dias — 01/04/2008 @ 4:51

    Ôps! em tempo: o nome correto do blog é; http://www.aguasevidas.blogspot.com não tem br,e aproveito para informar que o projeto Águas e Vidas,objetivando o combate à dengue e evitar a proliferação do mosquito, idealizou e criou uma capa anti-dengue para caixa d`água. entre no site, e por favor; divulgue-o obrigado!


  • Fernando — 02/04/2008 @ 3:53

    Compartilho com a dúvida da Maysa

    “Eu amo comer inhame, mas não sabia desse poder preventivo e curativo. Qualquer inhame realmente combate à dengue. Se sim, por que não há uma divulgação em massa, afinal ele é bastante acessível e já mais uma arma no combate a essa praga.”

    Estranho não haver um outro tipo de divulgação…


  • Família Brasil — 02/04/2008 @ 6:38

    Fernando e Maysa, o inhame é rico em ferro e outras substâncias e vitaminas que aumentam nossa imunidade. Neste caso, a reação do nosso organismo ao vírus da dengue e outras doenças é bem melhor. Quanto mais baixa for nossa imunidade, maior serão nossos sintomas. É possivel que uma pessoa esteja infectada com vírus da dengue, mas não apresente nenhum sintoma, que é conhecido como Infecção Inaparente. Sintomas mais brandos da doença também são possíveis. É isso o que o inhame e uma alimentação adequada pode proporcionar para quem for infectado com o vírus da dengue. Tive dengue e apenas tive febre e manchas no corpo que duraram cinco dias. Fui orientada a me alimentar bem, beber bastante água e manter repouso, mesmo quando os sintomas desapareceram.
    Por que não há divulgação? Essa é uma pergunta difícil de responder, já que não estamos dentro instituições públicas e não sabemos os interesses e, porque não, dificuldades que eles enfrentam. As hipóteses são muitas…
    É possível que não tenha respondido a pergunta.
    Abraços,
    Família Brasil


  • Tatinha — 03/04/2008 @ 7:04

    Recebi essa informação por e-mail e antes de repassar pesquisei sobre…até indiquei este site no corpo do e-mail também…pois temos que nos aliar contra isso e nos unir como uma família de verdade! E respondendo acima…eu creio que não há interesse da industria fârmaceutica em ser divulgada outros tipos de combate a doenças…eles pateteam o que Deus criou para a cura de doenças dos homens e esconde a fonte…duvido se ñ existe remédios hoje com propriedades do tal inhame…é lamentável a ganacia que se tem na terra. FAÇAMOS A NOSSA PARTE!Amando o nosso próximo e ajudando uns aos outros!


  • Luan... — 08/04/2008 @ 19:58

    Isso abre o olho da gente quanto a cuidar do nosso mundo…coisas simples como inhame consegue ajudar contra uma ” epidemia de dengue “.

    Bom as pessoas saberem que nada melhor q pesquisar!


  • cássia cristina maciel — 12/04/2008 @ 16:22

    adorei a reportagem sobre o inhame. já gostava,mas
    depois que tive dengue vou comer todo dia.


  • Letícia coimbra maciel — 12/04/2008 @ 16:27

    Não gosto de inhame mas , agora que a minha mãe viu a reportagem e tenho 11 anos,vai me fazer comer,pois teve dengue e previne a família diariamente.Será que essa doença não tem cura?
    Em minha opinião tinham que enventar outro mosquito para combater a dengue , como fizeram com uma vespa que destruia pinheiros no piauí,acho


  • Marcio — 14/04/2008 @ 5:57

    As propriedades do Inhame são muito boas, mas a solução não é só isso, vale a pena ler o artigo publicado no site da UFRJ (http://www.ufrj.br/detalha_noticia.php?codnoticia=5285). A matéria explica com detalhes onde o Inhame contribui para o tratamento e o que mais deve ser levado em consideração.


  • Família Brasil — 15/04/2008 @ 15:23

    Marcio, ótima dica de matéria. Vamos inserir no site. Abraços, Família Brasil


  • EUNICE — 16/04/2008 @ 3:47

    Achei muito interessante a ideia de comer inhame pois ja sabia que ele e muito bom para o sangue. Acho qua a sociedade, medicos, pesquisadores deveriam se aliar para tal descoberta desta maldita doenca que e a dengue, pos estou aflita com ela, quem sabe talves a cura esteja perto da gente mesmo.


  • ANA CARLA — 22/04/2008 @ 18:10

    MUITO BOM SABER DO PODER DOS ALIMENTOS.
    EU GOSTARIA DE VER AQUI, A RECEITA DO INHAME, PARA CURAR UNHAS ENCRAVADAS ETC.


  • ioni — 23/03/2010 @ 18:55

    PORQUE OS MÉDICOS NÃO DIVULGAM A CURA DO INHAME? SERÁ QUE ELES NÃO SABEM? SE TODA POPULAÇÃO SOUBESSE ,NINGUEM MORRERIA DE DENGUE…EU JA CUREI DUAS PESSOA..A SOPA DE INHAME COM ALHO NÃO HA MOSQUITO QUE ENCOSTE…


  • jacq — 30/06/2010 @ 18:29

    Eu adorei saber sobre os beneficios do inhame, já comia antes, agora vou comer mais ainda, já que a vida de hoje’moderna’ nos deixam tão exposto, a virus e bactérias e bichos mais,eu adoro me cuidar e cuidar da minha familia, não tenho a menor duvida que a cura de todos os males estão nos alimentos, afinal Deus deixou tudo isso pra nos


  • lidianesantos — 07/02/2011 @ 13:35

    tive dengue hemorragica naõ sabia da importancia do inhame gostei


  • poliana fernandes daniel — 18/05/2012 @ 11:46

    Eu tive dengue hemorragica a 7 dias o medico me deu 14 dias de descanço,minha plaqueta ficou muito baixa chegou a 9 fiquei enternada por 7 dias sendo 4 no cti e 3 no quarto tive varios sangramentos ,mais agora ja estou bem e gostaria de saber quais os cuidados que devo tomar apartir de agora,ainda ando sentindo um pouco de dor de cabeça as vezes isso e normal.Obrigada.


  • PAULO AUGUSTO ANTUNES — 14/05/2014 @ 8:34

    o inhame, pode ser batido com suco de laranja,sem açucar muito bom no combate a dengue



Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem