16/03/2011

Número de casos de dengue cai em Pernambuco, mas ainda é alto

Relatório da Secretaria de Saúde mostra que houve uma redução de 1,51% nos casos em relação ao mesmo período de 2010; mas as chuvas do inverno podem elever o número, por isso, o alerta deve continuar

Caiu o número de casos de dengue em Pernambuco, do começo do ano até o dia 05 de março. É o que revela o mais novo relatório da Secretaria Estadual de Saúde. De acordo com o levantamento, foram notificados 3.455 casos de dengue em 120 municípios. Isso representa uma redução 1,51% em relação ao mesmo período do ano passado.

Mesmo com essa queda, a preocupação com as próximas semanas é grande. Segundo a gerente geral de Controle de Doenças e Agravos, Rosilene Hans (foto), ainda pode ocorrer um aumento nos casos. “Pode ser que essa queda não perdure, pois, como a gente está no início do inverno, com muitas chuvas, a possibilidade de ocorrer mais casos é grande”, afirma.

Na pesquisa, foram divulgados os três municípios com mais notificações de casos da doença. Em primeiro lugar ficou Afogados da Ingazeira, com 536 suspeitas. Recife ficou logo após, em 2º lugar, com 225. Em 3º, com 207, ficou Caruaru, seguido de Petrolina, com 194, e Paulista, com 160.

Dando continuidade à lista, vem Ipojuca, com 129 casos de dengue. Carpina e Tabira ficaram com o 7º e 8º lugar, com 116 e 108 casos, respectivamente. Completando a lista, tem Serrita, com 107, e Jaboatão dos Guararapes, com 97 notificações. Esses 10 municípios representam 54,38% do total de todas as notificações do Estado.

O alerta principal foi para a cidade de Afogados da Ingazeira, que obteve quase o dobro do Recife, que vem logo depois na lista. De acordo com Rosilene Hans, esse resultado deve-se ao fato de a região ter inúmeros focos da doença. “Lá se encontram vários imóveis com foco de mosquito. Mas todo o trabalho da secretaria municipal está sendo realizado para identificar esses focos, fazer o controle e orientar a população”, diz.

É importante ressaltar que todos esses casos são notificações, ou seja, suspeitas da doença. Segundo a gerente Rosilene, desse número, 158 foram realmente confirmados. “E nós temos um caso confirmado de óbito neste ano. Todos os outros estão em investigação”, afirma.

Ela lembra que é preciso estar sempre alerta para os sintomas causados pela doença. “Febre, dor no corpo, dor de cabeça, pode haver manchas avermelhadas. Se aparecer diarreias e vômitos, é um sinal de agravamento, então é preciso ir a um posto de saúde e informar isso ao médico”, aconselha.

Para Rosilene, o Estado vem fazendo a sua parte, mas a população pode contribuir identificando e erradicando os focos da dengue. “É importante observar se tem água acumulada nos depósitos e tampar esses locais de armazenamento”, conta.

Quem tem dúvidas ou quer fazer denúncias de possíveis focos da dengue, pode ligar para o número 0800 286 2828. A ligação é gratuita.

Fonte: pe360graus

Última atualização: 16/03/2011

Textos relacionados:

Combate à Dengue nas Redes Sociais

Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem