01/04/2008

Naturopatia no combate à dengue

Segue baixo um artigo cedido pelo naturista Luiz Antônio Boatto* sobre o uso do Cravo Amarelo no combate aos sintomas da dengue.

Dengue tem cura. O que acontece então?
A expansão da dengue interessa aos laboratórios que vendem milhares de frascos inócuos por dia. Também os governos municipais recebem verbas, viaturas novas, etc. Isso, talvez, explique o modelo de combate da doença. Desse jeito ela não vai nunca acabar. Só vai sendo controlada com o combate aos criadouros do mosquito.
Médicos alopatas prescrevem receitas com Tilenol enquanto falam aos pacientes que não existe cura para a doença, o que não é verdade.
Embora a alopatia e a homeopatia (remédio de farmácia) não possuem remédio, por outro lado a naturopatia tem o remédio a custo zero.
Os Municípios vêm “combatendo” a doença com a pulverização de um veneno para pernilongo, péssimo para a saúde humana. As pessoas infectadas são orientadas a tomarem remédios “inócuos”, não podendo nem mesmo combater diarréia e outras conseqüências da dengue. Muitos municípios registram milhares de casos de dengue com dezenas de vitimas fatais.
Dengue tem cura pela naturopatia:

Cravo Amarelo é um antiviral
O cravo amarelo apresenta tons variados chegando ao dourado, suas folhas são compostas, com cheiro inconfundível, muito utilizado para afugentar moscas em velórios, que lhe valeu o apelido de Cravo de Defunto. Não encontrei nenhum caso de intoxicação. Recomendo 10 folhas compostas em um litro de água nos casos mais simples e 20 folhas em meio litro de água nos casos graves.Melhores resultados são obtidos com o chá morno tomado aos goles seguidamente até o desaparecimento dos sintomas, o que não tem ultrapassado 2 horas. Chá fervido. No momento, a Secretaria Estadual de Saúde (Acre) me designou a trabalhar também em plantões no Hospital de Pronto Socorro desta capital, onde continuo prescrevendo nos casos suspeitos e confirmados, além da medicação convencional, também o mesmo chá. Saúde a todos.
Dr. Radjalma Cabral de Lima – CRM AC 626 – Fev/2002

Cravo de defunto: informação completa
Tagetes patula L.
CRAVO-DE-DEFUNTO
Nome científico: Tagetes patula L.

Família: Asteraceae.

Sinônimos botânicos: Tagetes elongata Willd., Tagetes ernstii H. Rob. & Nicolson, Tagetes heterocarpha Rydb., Tagetes major Gaertn., Tagetes remotiflora Kunze, Tagetes erecta L., Tagetes corymbosa Sweet, Tagetes tenuifolia Millsp.

Outros nomes populares: botões-de-solteirão, cravo, cravo-francês, rosa-da-índia, tagetes e tagetes-anão. Fench marigold (inglês), clavel de indias (espanhol), marigold (francês), tagete (italiano).

Constituintes químicos: carotenóides, cineol, linalol, carvona, ocimeno, dextra-limoneno, fenol, anetol, eugenol, quercetagetina.

Propriedades medicinais: analgésica, aperitiva, antiespasmódica, anti-reumática, antitussígena, imunoestimulante, laxativa, peitoral, pesticida natural, purgativa, sudorífera, vermífuga.

Indicações: acne, aliviar problemas pancreáticos e de ouvido, angina, aumentar a resistência imunológica, autismo, bronquite, cólicas uterinas, crianças com deficiência mental, espantar insetos (pulgões, formigas), espasmo, furúnculo, dores reumáticas, melhorar o apetite, prisão de ventre, problemas de aprendizagem, resfriado, reumatismo, sudorífero, tosse, vermes. DENGUE.

Obs.: usado como floral: em choques emocionais, traumas, mágoas, debilidades sensoriais.

Parte utilizada: folhas, flores.

Contra-indicações/cuidados: não há registro.

Efeitos colaterais: não há registro.

Modo de usar: para dengue, faça um chá fervendo durante dois minutos, cerca de 20 galhos em meio litro dágua. Tome morno, um copo pequeno (não tem gosto algum), a cada hora.
Depoimento do dr. Radjalma Cabral de Lima
Tenho acompanhado no noticiário a situação em que se encontra minha terra natal – Rio de Janeiro – devido a uma epidemia de dengue e estou oferecendo minha contribuição:Quando estava morando em Maceió, Alagoas, estive sendo monitor da ANEDE na unidade Princesa Mariana, naquela época, trabalhei em plantões nos finais de semana em um hospital da Cooperativa Pindorama, bem próximo da cidade de Penedo, ribeirinha ao São Francisco, quase em sua foz. Encontrei uma epidemia de dengue numa comunidade rural, onde a medicação não era suficiente, solicitei ao motorista da ambulância que me levasse ate uma casa onde havíamos visto uma bonita plantação de CRAVOS AMARELOS, colhemos uma boa quantidade de folhas levamos até o hospital de Pindorama,solicitei que a cozinheira preparasse um litro de chá e comecei a consultar.Todos os casos em que havia dor muscular ou articular generalizada com febre, independentemente do diagnóstico, orientei a enfermagem (perplexa),que ministrasse goles do chá ainda morno, ao mesmo tempo em que solicitei que a cozinheira continuasse preparando mais chá, conforme a necessidade.Diante da curiosidade de todos, ainda mais perplexos ao perceber que após as duas primeiras horas de atendimento as pessoas já não estavam mais com queixas; ao final da maratona reuni a equipe, agradeci a colaboração e informei que sou membro de uma instituição beneficente, onde existe uma entidade de preservação ecológica e que este serviço que faço com as ervas é em nome desta Associação Novo Encanto.Ao final de três semanas não havia mais uma epidemia de dengue e sim uma epidemia de cravo nos jardins, Situação semelhante aconteceu no ano em que trabalhei no PSF em Caruaru – Pernambuco. Atualmente, há dois anos estou em Rio Branco – Acre, Trabalhando também com medicina comunitária, onde quando responsável pela população do bairro Mauri Sérgio (900) famílias,nossa equipe dominou a epidemia de dengue em menos de um mês.
* Luiz Antônio Boatto é um verde, um naturista, adepto do humanismo Ikeda, praticante do budismo de Nitirem Daishonin, que gosta de dançar, que tem fé no futuro, e que pensa assim: “somos todos humanos, uns mais outros menos, todos somos verdes, uns mais outros menos” e que “o maior bem da vida são os verdadeiros amigos”.
E, como adepto da naturopatia tenho divulgado a cura da dengue. A expansão da dengue interessa aos laboratórios que vendem milhares de frascos inócuos por dia.
Médicos alopatas prescrevem receitas com paracetamol enquanto falam aos pacientes que não existe cura para a doença, o que não é verdade.
Visite a comunidade:
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=25501791
PS: As opiniões expressas ou materiais cedidos por colaboradores pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as opiniões do site Combate à Dengue.

Última atualização: 01/04/2008

Leia também:

Combate à Dengue nas Redes Sociais


17 Comentários Publicados

  • Lúcia — 02/04/2008 @ 4:29

    Estamos com dengue. Só conseguimos encontrar o cravo, comprado em supermercado. A folha ou flores não encontramos. Como podemos fazer com o cravo. É a mesma coisa?
    Agradeço
    Lucia


  • Família Brasil — 02/04/2008 @ 7:35

    Lúcia, você pode tirar dúvidas direto com Luiz Boatto, autor do artigo.
    E-mail: boato43@ig.com.br
    Comunidade Orkut: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=25501791


  • Fausto Perottoni — 08/04/2008 @ 18:56

    Parabens pela coragem de nos ensinar a continuarmos vivos pois um mosquito que se tem como um ser inferior não pode suplantar um ser dito Superior como o Humano.
    Tudo que Deus colocou na naturaze tem utilidade e nos ditos civilizados eliminamos as fonte (Nativos)de conhecimento sem pelo menos apreender seu conhecimento.
    Um abraço e muito obrigado, quando se lé relatos como esse nos deixa com mais vontade de viver em armonia com a natureza.
    Fausto Perottoni


  • otimo!!! — 04/05/2008 @ 11:15

    muito imteressante esse site pois nos ajuda a previnir a dengeue adorei muito legaol!!!


  • gabrielle araujo da silva. — 08/05/2008 @ 4:43

    esse site e muito legao….


  • esther — 16/05/2008 @ 14:19

    Sementes de Tagete são facilmente encontradas em floriculturas. A ISLA sementes vende. Germinam e florescem rapidamente.


  • thamires scarpin de sousa — 10/03/2009 @ 15:50

    a DENGUE é muito perigosa
    não podemos deichar agua parada em pneus,
    garrafas.
    a DENGUE esta em seu quintal, tome muito CUIDADO com ela.


  • thamires scarpin de sousa — 10/03/2009 @ 16:00

    a DENGUE esta em seu quintal tome CUIDADO NÃO DEICHE AGUA PARADA.

    agua parada é meio esquisito
    é desta aguaque vem o mosquito.


  • Radjalma Cabral — 25/03/2009 @ 12:35

    Solicitação de retificação
    Saudações.
    Congratulome com voces pela exposi’~ao do assunto cravo X dengue, porem escrveu um texto onde só a partir de: Cravo Amarelo é um antiviral, é de minha autoria, as palavras anteriores é de outro autor. Solicito que destaquem os dois textos, colocando o nome do primeiro autor acima do subtítulo:Cravo Amarelo é um antiviral.
    Atenciosamente, Radjalma Cabral.


  • Monique — 25/03/2009 @ 17:53

    “O homem é o único ser que destrói o próprio habitat”.(autor desconhecido)
    Ótima informação! Pena que muita gente não irá utilizar. Mas vale muito divulgarmos e fazermos “o trabalho do beija-flor apagando o icêndio da floresta”.
    Eu acredito e muito na naturopatia, pois nada na Natureza é sem fundamento; tudo é organizado na mais perfeita harmonia.Obrigada pela informação tão importante que salva vidas.


  • evandro — 15/04/2009 @ 9:47

    Parabéns Dr. o mundo precisa de mais pessoas como o senhor.
    agora quero dar minha contribuição, como consigo mudas de cravo amarelo para espalhar pela cidade do Rio De Janeiro gratuitamente é fazer uma campanha para que cada casa tenha pelomenos um pé de CRAVO AMARELO.
    Desde já agradeço a atenção

    Evandro R. / RJ


  • catarina — 10/03/2010 @ 6:58

    mto interessante a materia sobre cravo de defunto usado pra doença de reumatismo…obrigada pela informaçao


  • Ioshiko Nobukuni — 18/05/2010 @ 10:23

    Tive dengue hemorrágica em 2007.Não sabia nada a respeito e tomei paracetamol. Nenhum medicamento alopático ameniza as dores e mal estar. Este ano, em fevereiro, tive a segunda dengue, tomei Proden e chá de cravo amarelo,passei ela de “leve”, como um simplesa resfriado, pude dirigir,fazer de tudo. Recomendo o chá.


  • ARACI VIANA DE SOUZA — 03/06/2010 @ 10:47

    NÃO CONCORDO QUANDO FALAM QUE A HOMEOPATIA NÃO TEM REMÉDIO PARA A DENGUE. ESTA OPINIÃO É DE QUEM NÃO ACOMPANHA NOTICIÁRIOS, POIS TENHO ACOMPANHADO NOTÍCIAS DE GRUPOS CLÍNICOS FAZENDO TRABALHOS EM CIDADES DO INTERIOR DE SÃO PAULO, SOMENTE COM REMÉDIO HOMEOPATICO; POR EXEMPLO!


  • wildener lisboa — 24/12/2010 @ 5:14

    Bom dia gostei muito do comentario, e que pena que nesse Pais as coisas que favorecem a população não é aceita pelos nossos governantes, aja visto que mexe com o bolso dos grandes, e isso não é bom para os politicos que vivem da miseria do povo.


  • Heloiza Oliveira — 18/04/2012 @ 17:44

    Minha mãe estava com todos os sintomas de dengue: dor nos olhos, nas articulações, febre, indisposição. Fiz o chá das folhas de tajetes para ela pela manhã, à tarde já não apresentava mais os sintomas. O chá é um excelente remédio!


  • edivania rosa — 27/11/2012 @ 9:02

    contrai a dengue no ano passado e fiquei muito mal durante 5 dias, tornei pegar a dengue este mês e no segundo dia comecei a tomar chá de erva cideira com gengibre e a febre cortou e no terceiro dia as manchas sairam e fiquei boa.



Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem