22/02/2011

É impossível erradicar a dengue, dizem especialistas

A doença que somente neste ano deixou 1 milhão doentes e causou a morte de 600 pessoas dificilmente será erradicada. A opinião é compartilhada pelo secretário de vigilância em saúde, Jarbas Barbosa, e o pesquisador da Fiocruz, Ricardo Lourenço, recebidos pelo programa Canal Livre deste domingo para discutir o combate à dengue.

Segundo eles, o crescimento das cidades e o aumento da produção de lixo facilitam a propagação do mosquito Aedes Aegypti , tornando “impossível” sua erradicação.  “Controlá-lo consegue-se com apoio da sociedade. Mas erradicar é algo que se pensou, mas não se conseguiu e imagina-se que não vai, porque as cidades são muito maiores e a produção de lixo é enorme”, afirmou Lourenço.

“Erradicar é impossível”, pontou Barbosa.  “Mesmo em Cingapura, que é uma cidade saneada, não conseguiram erradicar o mosquito”, garantiu.  “O ambiente que nós temos combinado com a falta de uma medida altamente efetiva, como uma vacina, faz com que a gente segure a mola tensionada.”

Combate

Pelo menos duas cidades da Amazônia vivem epidemia da doença e pelo menos 16 Estados apresentam um alto risco de surto, sendo que 13 são do Norte e Nordeste, onde saneamento básico é mais precário. De acordo com o secretário de vigilância em saúde, 70% dos criadouros mosquito nessas regiões são caixas d’água destampadas e outras formas de armazenamento inadequado de água.

Porém, acúmulo de água em vasos de plantas, pneus, calhas entupidas, embalagens de plástico e até mesmo água suja e salgada também têm servido para a reprodução do mosquito nas demais regiões brasileiras.

A grande facilidade de adaptação do mosquito, segundo os analistas, torna ainda mais difícil o combate à doença.

Resistência popular

De acordo com Jarbas Barbosa, 30% das casas recusam a entrada dos agentes sanitários em sua casa, o que também dificulta o controle da doença. nd

O secretário destaca, porém, que há medidas afirmativas que tem ganhado a adesão da sociedade. “Algumas prefeituras, como a de Belo Horizonte, oferecem abatimento no IPTU quando o agente não encontra larvas na casa”, afirmou.

Fonte: Ba

A doença que somente neste ano deixou 1 milhão doentes e causou a morte de 600 pessoas dificilmente será erradicada. A opinião é compartilhada pelo secretário de vigilância em saúde, Jarbas Barbosa, e o pesquisador da Fiocruz, Ricardo Lourenço, recebidos pelo programa Canal Livre deste domingo para discutir o combate à dengue.
Última atualização: 22/02/2011

Textos relacionados:

Combate à Dengue nas Redes Sociais

Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem