25/03/2011

Dificuldade para diagnosticar dengue prejudica tratamento em todo Brasil

A dificuldade dos médicos em diagnosticar a dengue está prejudicando o tratamento de pacientes em todo o Brasil. Os sintomas são comuns a várias outras doenças.

A estudante Bárbara Abreu e a irmã foram as primeiras pacientes de dengue a serem diagnosticadas com o vírus tipo 4 no estado do Rio de Janeiro. Elas tinham sintomas comuns a quem tem a doença. “Eu senti dor de cabeça e febre alta e, no restante da semana, foi muito cansaço e dor nos olhos”, revela a jovem.

Mas, se dependesse do primeiro diagnóstico feito pelo médico, as duas teriam recebido outro tratamento. “Já tinham diagnosticado o meu caso como vírus e o da minha irmã como uma infecção urinária”, lembra a estudante Bárbara.

Doenças como virose, gripe e dengue e muitas outras têm os sintomas iniciais parecidos, o que pode confundir os médicos. O problema é que o erro no diagnóstico pode agravar o estado de saúde dos pacientes.

A situação é ainda mais perigosa, quando se trata de idosos e de crianças. Maria Clara, de um ano e nove meses, foi vítima de dengue hemorrágica. A menina foi atendida em uma clínica particular e medicada contra infecção de garganta.

Como Maria Clara não melhorava, a mãe, a dona de casa Maria das Graças, voltou ao hospital várias vezes e, em todas elas, recebia um diagnóstico diferente. Ao final de três dias, a criança teve hemorragia e parada cardíaca.

Maria das Graças ficou ainda mais revoltada com a resposta da médica: “Ela olhou para mim assim mesmo. Eu desesperada falei: ‘eu estou aqui desde de manhã e agora que você descobre’. Ela falou: ‘mãe, dengue é assim mesmo, mata. Uma hora você está bem, daqui a pouco você está morrendo. Foi isso que aconteceu com a sua filha’”.

O Ministério da Saúde diz que, no fim do ano passado, enviou cartilhas aos médicos de todo o Brasil, ensinando como diagnosticar a dengue. E dá uma orientação, no caso de dúvida.

“todo pediatra que recebe uma criança em área que está havendo transmissão da dengue, que tem febre ou qualquer sinal genérico de virose, deve pensar imediatamente em um caso de dengue”, afirma Jarbas Barbosa, do Ministério da Saúde.

Fonte: Gazeta Web

Última atualização: 25/03/2011

Textos relacionados:

Combate à Dengue nas Redes Sociais

Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem