24/03/2011

Dengue tipo 4 chega ao Rio e traz risco de contaminação à população no Sudeste

Duas irmãs, uma de 21 e outra de 22 anos, moradoras de Niterói, estão contaminadas pelo vírus tipo 4 da dengue. Os casos foram confirmados nesta quarta-feira pela Secretaria Estadual de Saúde, depois de exames realizados pela Fundação Oswaldo Cruz. Os primeiros sintomas apareceram no dia 6 de março. No momento, as duas passam bem.

O diagnóstico de pacientes com o tipo 4 do vírus é um marco preocupante do avanço das variações da dengue. A chegada à região Sudeste é um sinal de que o vírus está “viajando”. Esse vírus começou a circular em Roraima, depois foi para o Amazonas e Pará. Piauí e Bahia registraram casos na terça-feira.

A proliferação do vírus tipo 4 traz o risco de novos surtos e até de epidemia, pois não há no estado esse tipo de imunização. O Rio já teve epidemias com os tipos 1, 2 e 3. Mesmo quem já sofreu com a doença anteriormente pode contrair novamente a dengue, pois não está imunizado.

As irmãs não saíram do Rio de Janeiro nos últimos meses. Por isso, a secretaria pôde constatar que elas foram infectadas dentro de casa ou em algum local próximo, no município de Niterói. A secretaria informou por meio de nota que foram tomadas as medidas regulares de bloqueio e de investigação epidemiológica e diz que “não há motivo para pânico”.

A nota tenta minimizar o problema e afirma que “não existe nenhuma evidência de que o sorotipo 4 seja mais letal ou que apresente maior gravidade dos casos em relação aos demais subtipos”. Os sintomas são os mesmos causados pelos sorotipos 1, 2 e 3- febre, sonolência, dor no corpo e pressão baixa. O tratamento médico é igual para os quatro tipos da doença.

Um grupo de 150 militares do Corpo de Bombeiros trabalha em Niterói para auxiliar os agentes municipais de endemias na busca por focos do mosquito Aedes aegypti. A secretaria informou que será mantido o controle do vetor com fumacê, em bairros do município.

Tipos de dengue – Além do tipo 4, o Rio enfrenta problemas com o tipo 1. De janeiro até o dia 19 de março, o estado notificou 26.258 casos suspeitos de dengue. Os municípios com as maiores taxas de incidência de casos são: Bom Jesus de Itabapoana (3.111,6 casos/100 mil habitantes), Santo Antonio de Pádua (1.419,8 casos/100 mil habitantes), Cantagalo (1.351,8 casos/100 mil habitantes), Mangaratiba (688,5 casos/100 mil habitantes), Guapimirim (670,1 casos/100 mil habitantes), Seropédica (656,2 casos/100 mil habitantes), Magé (608,4 casos/100 mil habitantes) e Cabo Frio (493 casos/100 mil habitantes).

A doença já matou 18 pessoas no estado este ano. Foram seis mortes na capital, três em São Gonçalo, duas em Nova Iguaçu, duas São João de Meriti e uma em Duque de Caxias, Magé, Cabo Frio, Maricá e São José do Vale do Rio Preto.

Fonte: Veja

Última atualização: 24/03/2011

Textos relacionados:

Combate à Dengue nas Redes Sociais


3 Comentários Publicados

  • Brasil está prestes a enfrentar epidemia de dengue 4, dizem especialistas  | CurvaPOP — 05/04/2011 @ 9:06

    [...] Dengue tipo 4 chega ao Rio e traz risco de contaminação à população no Sudeste [...]


  • johnatan uchiha — 11/04/2011 @ 15:41

    tipo 4 ha


  • joao — 11/01/2013 @ 9:32

    em 2011 a fiocruz desc. a vacina contra a o virus ,em 2011, a pu-sp desc. o trangênico e 2012 ja se fala na bactéria .o que o MS estar esperando?que morra mais cidadoes?serà o mosquito e a populaçao únicos culpados durante tantos anos?e os 800milhoes gastos (SEG. RADDIOAGENCIANACIONAL)para quê se cont. matando.



Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem