04/03/2009

Dengue: sintomas são semelhantes aos de virose, diz especialista

04.03.2009 – 09h40

Aos primeiros sinais de febre e dor no corpo, o impulso inicial de muitas pessoas é procurar atendimento médico, principalmente depois que as manchetes sobre o aumento nos casos de dengue passaram a dominar os noticiários.

Apesar de a precaução ser sempre importante, os médicos recomendam que as pessoas esperem ao menos 48 horas após a aparição dos primeiros sintomas para procurar atendimento. No entanto, caso haja sinais da forma grave da doença, o médico deve ser visitado imediatamente. “Algumas viroses melhoram nesse período [de 48 horas], e nas primeiras 12 horas de febre os exames não irão apresentar diferenças significativas”, explica a médica infectologista Ceuci Nunes, diretora do Hospital Couto Maia, que é referência estadual em doenças infecto- contagiosas.
“Mas se a pessoa já tem o diagnóstico, e se tiver algum sinal de alerta, deve vir de imediato para a unidade de saúde, que não precisa ser necessariamente um hospital”, alerta Ceuci. Os primeiros sintomas da dengue são semelhantes aos da maioria das viroses, como febre e dor no corpo. “O principal ponto para diferenciar a dengue é a presença de febre por mais de três dias, além de dor atrás dos olhos, fadiga muscular e dor nas articulações”, aponta a coordenadora do Plano de Contingência da Dengue em Salvador, Lucélia Magalhães.

Outros sintomas como dor de garganta, coriza, tosse seca e espirros não estão presentes nos casos de dengue. Lucélia alerta ainda que sintomas como náusea, dor abdominal e vômito são indícios de que pode se tratar de um caso grave da doença, quando é preciso procurar um médico imediatamente.

Mesmo nos casos clássicos de dengue (quando a doença não evolui para uma forma grave), o paciente deve voltar diariamente à unidade de saúde para que o médico possa fazer o acompanhamento, e encaminhar o doente para um hospital caso o quadro se agrave. O risco de desenvolver o tipo grave da doença ocorre quando se é infectado pela segunda vez, por um tipo diferente do vírus, o que provoca uma reação exacerbada do sistema imunológico e pode causar o tipo hemorrágico.

Sintomas
-  Febre
-  Dor atrás dos olhos e nas articulações
-  Sensação de cansaço e fadiga muscular

Tipo Grave
- Dor abdominal intensa e contínua
- Vômitos persistentes
- Sangramentos
- Manchas vermelhas na pele
- Redução no volume da urina

Cuidados
- Hidratação: a hidratação é importante para evitar a evolução do caso para o tipo grave da doença.
- Atendimento: caso apresente algum sinal de dengue grave, o médico deve ser procurado imediatamente.
- Medicação: devido ao risco de desenvolver a forma hemorrágica da doença, os pacientes com dengue devem evitar medicamentos que atrapalham a coagulação sanguínea, como as que contêm o ácido acetilsalicílico. É o caso da aspirina e do AAS. Não há restrições para analgésicos e antipiréticos como dipirona e paracetamol.

Fonte: Correio da Bahia

Última atualização: 04/03/2009

Leia também:

Combate à Dengue nas Redes Sociais