11/07/2011

Dengue no RN mata 7 vezes acima do tolerado pelo Minstério de Saúde

A Febre Hemorrágica da Dengue (FHD) preocupa representantes da Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap). No último boletim divulgado pelo órgão, o Rio Grande do Norte contabiliza quase 500 casos suspeitos de forma grave da doença e 34 óbitos suspeitos. Ou seja, o índice de pessoas com suspeita de ter morrido vítima da dengue hemorrágica pode atingir 6,8%, se os óbitos suspeitos ainda forem confirmados. O índice preconizado pelo Ministério da Saúde deveria ficar abaixo de 1%.

A subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap, Juliana Araújo, atribui o aumento no número de casos de forma grave da dengue às pessoas não procurarem atendimento especializado. “Além disso as pessoas podem estar sendo reinfectadas sem saber que foram infectadas anteriormente. Então a reincidência é bem mais grave e pode desencadear a dengue hemorrágica”, acredita.

O número de casos da forma clássica da dengue contabiliza desde o início do ano 15.722 casos notificados. Desse total, 5.656 foram confirmados. Segundo o boletim da Sesap, 99 municípios do RN estão com incidência alta. Natal continua apresentando o maior índice da doença com 4.638 casos notificados. A capital potiguar vem seguida por: Mossoró (1.949), Parnamirim (1.237), Santa Cruz (623), João Câmara (575), São Gonçalo do Amarante (513), Macaíba (496), Nova Cruz (421), Pau dos Ferros (399) e São Paulo do Potengi (372). Mesmo sendo a primeira do ranking, a Central de Hidratação de Natal, localizada na Cidade da Esperança, está registrando uma queda da demanda na capital que procura a unidade com suspeita de dengue. “Até o final de junho era uma média de 120 pessoas por dia. Hoje (ontem) não registramos ainda nem 50″, disse a técnica de enfermagem Rosângela Melo.

Sobre os oito casos dengue confirmados como causados pelo sorotipo 4 no município de Santa Cruz, região Trairi, Juliana diz que prefere não restringir que o sorotipo esteja presente apenas á cidade. “Não existe isolamento para a dengue porque a doença não é transmitida pelo homem, mas sim por um vetor que o mosquito Aedes aegypti”, argumenta. Uma suposta explicação para os únicos casos registrados no estado terem sido notificados na cidade é que as pessoas infectadas pelo mosquito procuraram atendimento médico logo que apresentaram os sintomas.

Números

Maio – 11.746 casos notificados 2.934 confirmações
Junho – 13.925 casos notificados 4.515 confirmações 25 óbitos suspeitos e 7 confirmadas
Julho – 15.722 casos notificados 5.656 confirmações 34 óbitos suspeitos e 12 confirmadas

Fonte: Diário de Natal

Última atualização: 11/07/2011

Textos relacionados:

Combate à Dengue nas Redes Sociais


2 Comentários Publicados

  • Rita Malizia — 12/07/2011 @ 10:19

    Estou de viagem marcada para Natal neste final de semana, vou ficar em um hotel em Ponta Negra. Devo cancelar a viagem em virtude da dengue? Grata


  • Editor — 12/07/2011 @ 12:54

    Rita, faça uso de repelente durante a viagem.



Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem