22/04/2008

Dengue no Rio: número de mortes ultrapassa epidemia de 2002

A epidemia de dengue no Rio de Janeiro já é a pior registrada, em número de mortos, desde 1986, quando os números começaram a ser compilados. Na noite desta terça-feira (22), a Secretaria Estadual de Saúde confirmou 92 mortes pela doença em todo o território fluminense. A marca supera os 91 óbitos da epidemia de 2002, que era a pior até agora. Além das 92 mortes confirmadas, outras 96 ainda estão sob investigação no Rio.

No balanço foram registrados 110.783 casos da doença no Estado. A capital continua sendo a região mais atingida, com 59.044 pessoas infectadas pela doença e 55 mortes confirmadas. O número de óbitos de pessoas com idade inferior a 15 anos chega a 42% do total. Já são 32 as vítimas fatais da dengue hemorrágica, o tipo mais grave da doença.

O município de Angra dos Reis ainda é o que registra o segundo maior número de casos no Estado, com 6.467 moradores contaminados pelo vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. As demais regiões com maior número de doentes são Nova Iguaçu, Campos dos Goytacazes e Duque de Caxias.

Adiamento negado

O Ministério da Saúde negou o pedido da Secretaria municipal de Saúde para adiar a campanha de vacinação contra a gripe em idosos no Estado do Rio de Janeiro. As datas da campanha permanecem igual ao resto do país, com início no dia 26 de abril e encerramento em 9 de maio.

O objetivo era evitar um grande aumento na procura por atendimento nas unidades hospitalares, já que alguns efeitos colaterais da vacina se assemelham aos sintomas da dengue. Na próxima quinta-feira (24) a Secretaria volta a discutir o assunto para encontrar a melhor solução para o caso.

Fonte: UOl

Última atualização: 22/04/2008

Leia também:

Combate à Dengue nas Redes Sociais

Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem