25/02/2011

Chuvas de verão podem aumentar casos de dengue

Com as chuvas de verão que estão caindo em Alagoas e as altas temperaturas, o risco de proliferação do mosquito transmissor da dengue aumenta, principalmente, pelo volume de água parada, habitat natural das larvas. Neste período, a população deve ficar atenta para evitar o acúmulo de água. O alerta é da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que está preocupada com a possibilidade de aumentar os criadouros do mosquito.

Para evitar a proliferação do Aedes aegypti, é importante que a população mantenha bem tampados os recipientes de água; remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas; feche bem o saco de lixo deixando-o fora do alcance de animais e não deixe água acumulada sobre a laje.

Iniciativas práticas podem ajudar Alagoas a evitar uma epidemia de dengue, como trocar a água dos vasos de plantas aquáticas; encher de areia até a borda os pratos das plantas ou lavá-los semanalmente com escova; lavar ainda por dentro, com escova e sabão, os tanques utilizados para armazenar água e virar todas as garrafas com a boca para baixo, evitando que acumule água dentro delas.

“O mosquito da dengue passa por quatro estágios, que são ovo, larva, pupa e forma alada. Os ovos são depositados pela fêmea acima da linha da água e depois que eles recebem calor e são encobertos por água, principalmente com a chuva, eles eclodem e se transformam em larvas, em seguida em pupa e depois em forma de mosquito. Isso acontece entre 8 a 10 dias, dependendo da temperatura do ambiente”, explica o gerente de Agravos Não Transmissíveis e de Fatores Ambientais da Sesau, Charles Nunes.

Na avaliação dele, a população pode ajudar no combate ao mosquito transmissor da dengue, adotando em sua residência os cuidados que evitam o surgimento dos criatórios. “O mosquito da dengue se reproduz onde há água parada. Por isso, é preciso eliminar todos os objetos que podem acumular água para evitar que o mosquito nasça”, orienta.

A dengue é uma doença infecciosa transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado. No Brasil, as condições climáticas favorecem a circulação do mosquito, fazendo com que todos os anos milhares de pessoas peguem dengue. Os sintomas mais comuns são: febre alta com dor de cabeça, dor atrás dos olhos, no corpo e nas juntas.

Em caso suspeito de dengue, o ideal é procurar uma unidade de saúde da rede pública de saúde. Caso prefira um médico particular, a pessoa deve ir ao um clínico geral. A doença é detectada por meio de exames de sangue que avaliam os anticorpos do indivíduo.

Fonte: Gazeta Web

Última atualização: 25/02/2011

Textos relacionados:

Combate à Dengue nas Redes Sociais


1 Comentário Publicado


Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem