24/08/2011

Campanha alerta para riscos da dengue

Com a aproximação do início do período de inverno, a Secretaria de Saúde de Alvorada do Oeste alerta a população para redobrar os cuidados em relação à dengue. O calor e a chuva, típicos desta época do ano, são fatores favoráveis à reprodução do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da doença. A secretaria pede que os moradores evitem que recipientes expostos se transformem em criadouros do inseto transmissor.
O secretário de saúde de Alvorada, José João, pede que as pessoas procurem limpar os quintais antes de viajar, cubram ou esvaziem vasos, piscinas e verifiquem se a caixa de água está vedada.
De acordo com o secretário, a dengue tem anos cíclicos, explicados pelo sorotipo circulante (tipo do vírus) e as alterações climáticas. Em 2010 o número de casos aumentou consideravelmente no estado por causa do forte calor e das constantes chuvas.
“Medidas básicas como manter caixas, tonéis e barris de água tampados, não deixar água acumular em pneus, lajes, garrafas e manter os pratos de vasos de plantinhas com areia até a borda vão sempre ser de responsabilidade da população no combate à doença. O importante é não deixar o mosquito se proliferar”, orienta José João.
O secretário de saúde de Alvorada alerta ainda á população com os cuidados que deverão ter em relação à prevenção contra a dengue, pois o perigo é maior devido o acúmulo de água em recipientes inutilizados por parte da própria população. “Queremos incentivar os moradores de Alvorada a recolherem o lixo doméstico, principalmente os que possam acumular água que servirão de criadouros do mosquito aedes aegypti. Os responsáveis dos domicílios em uso e abandonados deverão eliminados periodicamente os recipientes, tais como: latas, garrafas, pneus, casca de ovo, casca de côco, tanques, copos descartáveis, calhas, piscinas abandonadas entre outros”, enfatizou.
Segundo ainda José João, a dengue é uma doença transmitida por um vetor chamado Aeds Aegypt e tem ceifado muitas vidas e que quando não mata, acaba deixando seqüelas graves. “A população deve colaborar com a limpeza dos lotes, observar se existe o mosquito transmissor em suas residências e procurar o foco, qualquer dúvida basta procurar a secretaria. Todo mundo abraçando esta causa, é mais fácil vencer estar guerra. Só depende da população”, solicita o secretário de saúde.

PRINCIPAIS SINTOMAS – Os principais sintomas da dengue clássica são: febre alta com início súbito, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, que piora com o movimento deles, perda do paladar e apetite, náuseas e vômitos, tonturas, extremo cansaço, manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores, moleza e dor no corpo, muitas dores nos ossos e articulações.
A dengue hemorrágica tem os mesmos sintomas do inicio da clássica, mas piora, podendo ser fatal, com dores abdominais fortes e contínuas, vômitos persistentes, pele pálida, fria e úmida, sonolência, sangramento pelo nariz, boca e gengivas, agitação e confusão mental, sede excessiva e boca seca, pulso rápido e fraco, dificuldade respiratória, e perda de consciência.

Fonte: Correio Popular

Última atualização: 22/08/2011

Textos relacionados:

Combate à Dengue nas Redes Sociais

Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem