30/12/2013

BH fecha o ano com pelo menos 95.496 casos de dengue confirmados

Belo Horizonte fecha o ano com pelo menos 95.496 casos de dengue confirmados. Os dados foram apresentados pela Secretaria Municipal de Saúde, nesta sexta-feira (27). A regional Norte apresenta o maior número de casos (19.120), seguida pelas regionais Venda Nova (14.380) e Nordeste  (14.169).

Até o momento foram realizados 237 mutirões de limpeza em todas as regionais da cidade. Durante essas atividades, foram recolhidas 2.501 toneladas de materiais e 9.917 pneus.

No Estado, para tentar reverter o quadro crítico da dengue, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) lançou uma nova campanha de combate à doença. Ao todo, R$ 65 milhões serão investidos ao longo de 2014 para prevenção e tratamento de novos casos, o maior investimento já feito pelo governo de Minas na área. Ainda assim, a expectativa é que o próximo ano continue apresentando números altos de incidência, já que boa parte da população ainda é suscetível à infecção pelo soro tipo DEN-4 do vírus, que voltou a circular no Estado.

A campanha “Dengue. Ou a gente acaba com ela ou ela acaba com a gente” vai atuar por meio de três principais eixos: ações de vigilância, de assistência e de mobilização da população. “Fizemos a maior ação de combate neste ano, mas tivemos o pior resultado em número de casos. A dengue é uma agenda frustrante do ponto de vista da política pública”, lamentou o secretário estadual de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques.

Embora a ocorrência da dengue tenha aumentado em todo o país, Minas é o Estado com o maior número de casos confirmados no ano. Foram 111 óbitos em decorrência da dengue neste ano e esse número pode aumentar. A cidade que teve o maior número de mortes por dengue do Brasil também é mineira. Conforme a secretaria, Uberaba, no Triângulo, registrou 20 óbitos. Já na capital, oito pessoas morreram.

Atualmente, pelo menos cinco cidades estão em estado de alerta em relação à doença. São elas: Morada Nova de Minas, Felixlândia e Cachoeira da Prata, na região Central, Lassance, no Norte, e Luisburgo, na Zona da Mata.

Cuidados

Para eliminar possíveis focos da dengue, é preciso limpar semanalmente caixas d’água, fazer o correto descarte do lixo, tampar galões e tonéis, cobrir pneus, manter vasos de plantas sem pratinhos, fechar vasos sanitários que não são usados constantemente e tratar a água de piscinas e de fontes.

Quem for acometido com algum dos sintomas (febre alta, dor atrás dos olhos, manchas vermelhas na pele e dores no corpo) deve beber muita água e procurar a unidade de saúde mais próxima.

Fonte: O Tempo

Última atualização: 30/12/2013

Leia também:

Combate à Dengue nas Redes Sociais


1 Comentário Publicado

  • MARIA DE LOURDES F CARVALHO — 08/01/2014 @ 12:40

    MOSQUITO DA DENGUE.
    Na rua Célia de Souza nº 14 (do lado tem um lote com uma casa abandonada) com muito mato, verdadeiro foco da dengue) .
    Peço para que deem uma passada por lá e ver qual a solução para o caso.
    este endereço é no bairro Sagrada Familia, CEP 31030-500



Deixe sua mensagem

(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem